Entre lençóis

15:21

Estava visitando o blog da Angi "eu me desenvolvo e evoluo com meu filho" onde ela fez um texto sobre a hora do sono. Fui, li as dicas que ela dava, comentei e me pesou a consciência. Pesou porque li muito sobre o assunto, na teoria sabia bastante, mas na hora da prática não exerci nada daquilo que estudei. Sabe quando você vai fazer a prova do Detran; faz todas as aulas na auto-escola, passa na prova teoria e no psicotécnico e na hora da prática, erra logo na baliza! Eu fiz bem assim!

Eu, Marcella, sempre dormi muito tarde. Chegava em casa, tomava banho, jantava e ia pro meu quarto. Ficava hoooooras no computador, assistindo filmes, ouvindo música. Mesmo fazendo faculdade de manhã, sempre ia dormir as duas da madrugada! Quando Sophia nasceu, eu não mais fazia faculdade e o Ramon transferiu para o turno da noite (ela nasceu em fevereiro e as aulas começam uma semana depois do seu nascimento). Nos primeiros meses, fiquei na casa dos meus pais. Fiquei porque não tinha para onde ir.

Quando engravidamos, eu e o Ramon sentamos para discutir o que faríamos das nossas vidas. Optamos por morar juntos. Ele morava com a mãe numa casa que era DELE. Minha sogra disse (num jantar onde reunimos meus pais e a mãe do Ramon para conversarmos) que iria sair da casa, afinal a casa era do filho e iria morar num outro apartamento que a família tinha e estava vago e que até o Natal eu já poderia me mudar. Há Há Há Há! Quem acredita em Papai Noel coloca o dedo aqui!!! Pois é, minha sogra só saiu da casa quando a Sophia completou 1 mês! Eu, quer dizer, nós tivemos que nos mudar para uma casa nova, cheia de coisas velhas e que eram da minha sogra (o apartamento já estava decorado, então tudo o que ela não pode levar ficou “de presente”). Que sofrimento. Não tinha armário para minhas roupas, para as roupas da Sophia. Deus teve misericórdia de mim, era para eu ter surtado! A casa fica num bairro bem afastado do centro, chama-se Santa Felicidade. É um bairro muito conhecido pelos restaurantes de comida italiana, mas para morar é muito longe. Só tem casas e ainda é pouco habitado.

Como eu tinha medo de ficar lá sozinha com Sophia, todas as noites o Ramon nos trazia para a casa dos meus pais enquanto ele ia pra faculdade. Então todo meu conhecimento para a rotina da hora do sono acabava com essa atitude. Ela tomava banho, mamava, dormia e daí o Ramon chegava (23h30min) para nos buscar; entravamos no carro, demorávamos 20 até 30 minutos para chegar em casa e daí colocávamos Sophia no berço. Ela acordava. Esse caminho foi feito por longos 10 meses. Isso porque quando ela tinha 3 meses, assaltaram a casa e eu passei quinze dias na minha mãe com ela. Olha, a gente já passou por alguns perrengues na vida!

Nossa, que viagem, da hora do sono para desabafar sobre meus perrengues. Mas daqui a pouco a gente junta tudo e no final termina tudo bem!

Sophia se acostumou a dormir meia noite. MEU DEUS! Não contem para nenhum pediatra conservador, para a Super Nanny e para as mães mais disciplinadas, mas minha filha de dois anos e três meses vai dormir tarde pra caramba! Eu fico felizona quando ela dorme às 22 horas!

Nossa rotina é a seguinte: jantamos ou tomamos um lanchinho bem gostoso; tomamos banho (eu e Sophia) bem quentinho – é durante o banho que conversamos, nos amamos, ficamos bem juntinhas; vamos para o quarto da mamãe (lembrem-se que agora Sophia só dorme na sua cama, no seu quarto), colocamos pijama, secamos o cabelo com secador e tomamos um leitinho beeeeem quentinho; coloco um filminho (agora estamos entre Wall-E e Up, Altas Aventuras), enquanto Sophia assiste ao filme mamãe lê. Ela se “acafofa” e dorme. Quando são 8h30min ela acorda naturalmente, mas como temos escola, acordo minha princesa as 8h e let’s go!

Claro que ter uma rotina é maravilhoso, mas e quando a gente não pode, não consegue, será que a culpa vira nossa inimiga!? Porque existe a culpa, porque é existe a partícula “se” ... SE eu não tivesse engravidado; SE eu não tivesse saído da casa dos meus pais; SE eu tivesse lido mais livros sobre bebês; SE ... SE ... SE ... ahhhhhhhhhh, saí de mim culpa!

Me acalmei! Passou!

Hoje não moramos mais na casa, estamos num apartamento alugado, numa região central, a meia quadra (ou quarteirão) do estúdio do Ramon. Não tenho medo de ficar sozinha com Sophia. Minha sogra voltou a morar na casa em Santa Felicidade (acho que ela sempre morou lá, se a pessoa dela não, as coisas dela moraram lá). Ainda não está nada fácil, mas as poucos a gente vai melhorando ... é questão de rotina!   

VEJA MAIS POSTS SOBRE

9 comentários

  1. Nossa Marcella,
    Quanta mudança ocorreu qdo se viu grávida! Mas acho que de qq forma não deixa de ser uma rotina a da Sophia, só que adaptada para a realidade da sua casa. Para mim não existe este negócio de receitinha de bolo, a Sophia se adequou a sua realidade, e vcs são felizes assim. Me inspirou tb para um dia contar a minha história da gravidez, foi uma revolução chamada Davi. Mudou totalmente a minha vida tb!
    Bjo
    Fabrisia

    ResponderExcluir
  2. Acho que nunca estamos preparado para essa mudança de vida, com filhos, mesmo quando planejado.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  3. Concordo com a Fabrisia, a Sophia se adaptou à rotina da sua casa. E depois as coisas mudam e a rotina está sempre em constante movimento. O Henrique dorme 21 horas, mas é porque acordo muito cedo para trabalhar, então preciso dormir cedo. Não existe rotina perfeita para todo mundo! Se assim está dando certo para vocês está ótimo! Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Eu sempre quis acostumar Olívia a dormir cedo e o horário dela é 20:30. Isso pq eu quero um tempinho pra mim de noite pra fazer minhas coisas, conversar com marido e etc! hehe

    Ah, eu moro em Santa Felicidade! haha Perto do parque Barigui! hehe

    ResponderExcluir
  5. Oiiii,
    acho que a rotina, no meu caso, foi fundamental para eu me organizar, além de cuidar do Antonio, brincar, eu tb cuido da casa, e gosto, e faço almoço para o marido todos os dias, sem uma rotina, seria impossível, mas se para a Sophia e para ti está bom ela dormir mais tarde, isso é da conta de vocês,né? Se ela dorme bem, e tal, ótimo! E perrengues todas nós passamos,né?
    Beijos
    BOA SEXTA FEIRA!
    Angi

    ResponderExcluir
  6. Queri, adoro seu cantinho, e merece o selinho,viu?sabeno que receberás passei para pessoas que não são tão amigas como nós, telma, fabrisia e tu!mas tu merece,viu, e já vai chegar aqui,tenho certeza!
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Má, ganhei um selinho da Angi e estou passando para voce! Passa lá para pegar! Beijão.

    ResponderExcluir
  8. Má,
    ganhei um selinho e passei pra vc, pega lá no meu blog
    bjos com carinho

    ResponderExcluir
  9. Olha que legallll uma mamis de Curitiba!!! Também moro nessa cidade (e pertinho de você!!!!rs)Estava fuçando a blogosfera e te encontrei no blog da Angi (que eu adorei também!!!)
    Achei muito legal o seu blog...estou aqui começando a ler... o meu esta começando esse ano...estou engatinhando kkkk
    Venham nos visitar!!!
    http://diasdemamis.blogspot.com
    Bjinhos

    ResponderExcluir

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.