A imagem da blogosfera materna brasileira

00:05

A imagem da blogosfera materna brasileira

Minha colaboração ao Blogstorming materno do Clube das mães e pais Blogueiros!



O blog Mon Maternité está prestes a completar um ano e eu ainda me pergunto o por que eu decidi criar um blog. Já falei aqui no meu mundinho e com muito orgulho pude dar vários depoimentos em vários blogs, inclusive no CmpB, mas a cada novo texto eu continuo a perguntar por que!?

Depois que fui mãe e com a criação do blog, quando vejo uma mulher grávida na rua, no restaurante ou numa loja, sinto uma vontade inexplicável de conversar com ela e saber como ela está, como está sendo a gestação, se existe algum medo, dúvida, incerteza sobre a nova vida que começará a viver após o nascimento daquele pequeno ser. Mas seria muita maluquice fazer isso ... então eu me resolvo na chamada blogosfera materna.

Sinto que a grande maioria das mães que decidem criar um blog é poder conversar com pessoas que estejam passando pelas mesmas situações que elas. Sentir que não estão sozinha nem isoladas num mundo chamado “maternidade”. Hoje, a maternidade nos é apresentada como uma coisa normal e natural, onde tudo é fácil, rápido, prático e indolor. O parto é na banheira de casa sem nenhum tipo de sedativo, rapidamente o bebê começa a se alimentar do leite materno que vem em escala de produção e a vida do casal é abençoada e a casa torna-se um paraíso. Isso só acontece na novela do Manoel Carlos porque na vida real, isso não é bem assim.

O que vejo hoje são mulheres com medos e cheias de dúvidas, sem alguém para desabafar que realmente entenderá o que ela está passando e não ser julgada nem apedrejada, pelo contrário, haverá uma infinidade de outras mães demonstrando apoio e desejo de melhoras. Esse é o segredo na blogosfera brasileira ... estamos e entramos para esse mundo virtual para ajudar e se ajudadas. Ninguém desejava ou esperava encontrar um mundo profissional e competitivo, aonde o que tem mais seguidores, comentários, textos ousados e parceiros é o segredo do sucesso.

Com essa transformação de “caseiro” para “profissional”, as mamães blogueiras viram que seria necessário se adaptar a esse novo segmento ou fracassariam e ficariam para sempre num anonimato real e virtual. Textos diários, incluindo alguns polêmicos; ultrapassando as barreiras do blogger ou wordpress para redes sociais (facebook, twitter e youtube) e realização de sorteios através dos produtos fornecidos pelos parceiros começou a ser a chave para abrir as portas da fama.

Não as condeno, até porque me incluo nesse processo de desenvolvimento, desejo crescer ... mas é hora de pensarmos e o que realmente queremos para nossa blogosfera brasileira: nos unirmos e lutarmos para sermos respeitadas como blogueiras mamães OU ficamos num anonimato e nos realizamos como mamães blogueiras. Se há diferença entre as duas coisas, óbvio! As blogueiras mamães agem como profissionais blogueiras que utilizam o estudo da maternidade como fonte de inspiração para seus textos profissionais. As mamães blogueiras são mães realizadas que compartilham suas experiências como um hobby ou prazer.

Serei sincera ... me classifico como mamãe, blogueira mamãe ... aquela que antes de tudo é mãe realizada em feliz, mas que vislumbra nisso um futuro profissional e muito promissor.

Estou na luta por um respeito. Se existem blogueiros, convidados e contratados por emissoras de televisão, dispostos a passar horas discutindo e discursando sobre os personagens de reality shows ou ainda classificando o que é in ou out no mundo da moda e todos aplaudem e ouvem com respeito suas opiniões, porque nós, mamães blogueiras ou blogueiras mamães devemos ser tratadas como mulheres frustradas, que não fazem nada e trocam o cuidado com os filhos para ficaram horas na internet? Esse pode ser o meu trabalho, o sustento da minha casa e estar 8 horas do meu dia na frente de um computador pesquisando material sobre filhos e relacionamentos para transmitir aos que me prestigiam, assim como uma pessoa que passa 8 horas na frente de um computador procurando cotações da bolsa de valores.

Temos que nos comportar como formadoras de opinião quando o assunto é maternidade, afinal, até aonde eu sei, todas nós somos mães e vivemos na práticas as dificuldades do dia a dia de ser mãe.

Em primeiro lugar, vamos nos respeitar como profissionais. Quem sabe, da próxima vez que for preencher uma ficha cadastral, que seja na locadora, ouse colocar no item “profissão“ blogueira; tenha orgulho de falar daquilo que faz você se sentir bem, são horas que dedicamos por dias e semana para vermos esse nosso filhinho tão lindo, crescendo e se desenvolvendo. Eu quero uma blogosfera maior, mais respeitada e mais forte. Que venham os seguidores, comentários, parcerias e patrocínios! Que venha dinheiro e sucesso ... se é isso que você quer, como eu, vamos em frente!

Ao infinito, e além!




VEJA MAIS POSTS SOBRE

6 comentários

  1. Olá Marcella, gostei do seu texto e abordagem!!Acredito que estamos no caminho certo!!Parabéns!!Bjs,

    ResponderExcluir
  2. Oi Marcella!
    Como sempre, adorei seu texto. Muito bom seu ponto de vista.
    Acho que o que as blogueiras mamães tem que entender é que para ser profissional não precisa ser competitiva, que crescemos quando ajudamos e não quando acabamos com o "concorrente". A blogosfera materna tem campo pra todos, mesmo porque é bom ver mais de uma opinião sobre o assunto, então seria hora de nos juntarmos e ganharmos respeito, mas o respeito só vem com um comportamento adequado, que seria o de uma cooperação entre as mães, mais mão estendida, menos atenção para ganhar da outra e sim procurar como podemos melhorar aprendendo com a outra.
    A diferença é uma linha tênue, entre competir e cooperar, mas faz toda diferença.
    Parabéns pelo texto, você com certeza coopera com nossa blogosfera. :)
    BEijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Marcella.

    Adorei o seu texto!
    Tanto a sua ideia sobre o assunto, como a forma que se expressou estão perfeitos!
    Onde eu assino?

    Bjocas!

    http://mamae-moderna.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Marcella, to adorando ler o que as mães pensam sobre nossa blogosfera e tenho encontrado pessoas com uma mesma direção de pensamento.

    E faço das palavras da Line Sena, as minhas.

    um bjo!
    Dani

    ResponderExcluir
  5. Oi Má,
    Adorei o texto, parabéns vc está no caminho certo. Desejo a vc mto sucesso pois vc merece! Quando precisei de um apoio e uma opinião materna vc me acolheu e me ajudou.
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Amiga, você e seu blog estão no caminho certo. É sempre uma delícia passar por aqui. Tenho certeza que seu sucesso só tende a ficar maior. Parabéns pelo post de hoje. Concordo com tudo o que você disse e assino embaixo.
    Beijinhos
    Paty

    ResponderExcluir

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.