Maternidade está na moda!

14:43

Foi há quase quatro anos que minha vida mudou. Tudo o que era útil e indispensável se tornou fútil e dispensável, inclusive minha auto estima, infelizmente!

Esqueci de me apresentar, sou Marcella Cerci Stelle, vinte e quatro anos, casada há um e mamãe de uma princesa há três. Costumo dizer  que sou a prova de que a ordem dos fatore não altera (tanto) o produto. Me descobri grávida quase aos cinco meses de gestação, no meio da faculdade de jornalismo e namorando aquele com quem eu sonhava um dia ser meu marido e construir uma família. Tudo foi atropelado e precisei esquecer a juventude e os sonhos para viver a vida real, daquelas nada glamorosas!

Durante a curta gestação, não sabia (na verdade nem queria saber) que poderia ser jovem, estar grávida e ser feliz. Para mim essas três coisas não desfilavam juntas, elas eram opostas.

Quando minha princesa nasceu, o que era ruim ficou pior! SIM ... se você é daquelas que não acreditam nas leis de Murphy, estou aqui para fazê-las acreditar que elas existem, afinal “Nada é tão ruim que não possa piorar” e eu piorei! Consegui engordar quilos e mais quilos, muito mais do que no dia em que minha filha chegou ao mundo, por exemplo! Maquilagens, roupas bonitas e sair com as amigas, isso não me pertencia mais! Eu desejava apenas ficar dentro de casa, se possível no quarto e sozinha! Se isso foi depressão pós parto ou revolta, eu não sei ... mas sei que poderia perfeitamente ser protagonista de qualquer filme de Alfred Hitchcock.

O tempo foi passando, a vida foi tomando jeito, cor, e aquilo que parecia um inverno cheio de chuva e frio, foram virando primavera rumo à um verão deliciosamente maravilho!

Durante um ano eu me anulei como mulher! Eu desejava apenas ser mais uma no meio da multidão. Mas eu sabia que precisava mudar, afinal de contas, com que orgulho, com que vontade Sophia, minha filha, iria me mostrar para as amigas e dizer: aquela é a minha mamãe?!

Foi então que eu decidi que era hora de mudar, de tirar tudo o que era ruim e transformar em coisas lindas e maravilhosas. Foi então que em dois de fevereiro de 2011 eu construí o Mon Maternité [www.monmaternite.com], um blog que tem como princípio “Compartilhar, Aprender e Ensinar a benção da maternidade”. Com ele, tive a liberdade e libertação sobre uma velha vida que vivia. Aprendi que para ser exemplo, para ter autoridade para compartilhar, deveria viver. Foi então que desejei emagrecer e voltar a vida que tinha antes da gestação, e que não deveria ter deixado para trás jamais!

Estar grávida não significa estar doente, em absolutamente nada! Se seu obstetra orientou que deixasse de pintar ou cabelo ou retocar as luzes, tudo bem, as mechas californianas estão em alta! Engordou um pouco mais do que deveria, assuma isso como uma situação temporária, não uma condição permanente. As roupas do armário não servem mais, invista um pouco em roupas próprias para gestante! Saia, divirta-se, aproveite os dias com o baby dentro da barriga, é maravilhoso ser cuidada, paparicada e ser o centro das atenções. Se dê ao luxo de banhos um pouco mais demorados, cuide da pele, do cabelo. Estar grávida é um momento sublime, maravilhoso ... mas muitas vezes a situação não nos deixa enxergar o colorido do ser mãe!

O Mon Maternité, minha maternidade em francês, nasceu para que eu me libertasse e pudesse libertar tantas outras mulheres que se veem mães sem estarem cientes nem preparadas para essa nova fase da vida. Não são apenas os blogs de moda, estilo e comportamento de ditam as novas tendências, nós, mamães blogueiras também estamos crescendo e invadindo o mundo virtual dos desejos reais.

À convide da Luiza, minha amiga, minha irmã do coração que escolhi para a vida inteira, e do Shakespeare de Batom que aceitei estar aqui, mostrando que ser mamãe é in, é cult, é must have ... é maravilhoso, é benção, é felicidade!




***Este texto foi publicado originalmente no blog Shakespeare de Batom!



VEJA MAIS POSTS SOBRE

7 comentários

  1. é isso aí, antes de sermos mães, não podemos de esquecer que somos mulheres!
    o corpo muda, a rotina muda, o tempo fica curto, mas mesmo assim acredito que precisamos tentar sempre estar com a auto estima lá em cima, por nós!
    beijos
    http://dicasdamaedipa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Hum.... não que eu tenha me anulado, mas dei uma pausa por enquanto. Pretendo voltar. Mas ainda estou no aguardo do momento em que minha florzinha vai conseguir ficar bem se a mamãe não estiver. BeijoBeijo. Andrea e Lara. http://coisas-da-lara.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Si mamãe da Isabelar25 de junho de 2012 17:24

    adorei a postagem e certamente servirá para muitas mamães !!!

    beijos

    ResponderExcluir
  4. super! sabe q comigo foi a mesmissima coisa? hj em dia tb quero passar q a gravidez pode ser um momento delicioso e depois q o bebe nasce tb! não precisamos deixar d ser mulheres e lindas! bjssss

    ResponderExcluir
  5. Isso aí amiga...a maternidade está em alta sim!!!
    Dá até vontade de ficar grávida de novo só pra curtir as últimas tendências! Hahaha
    Bjão!!

    ResponderExcluir
  6. Eu nessa gravidez estou me cuidando muito mais que na gravidez do Bryan, até porque na gravidez dele eu estudava e mal tinha tempo para me cuidar. Agora, como é a segunda gravidez estou me cuidando mais e de olho no peso (na primeira gravidez engordei 20 kG, mas como era magra, nem fez tanta diferença, foi mais barriga). bjos (Jack mãe do Bryan)

    ResponderExcluir
  7. Nada como uma experiência...só nos ajuda a crescer.
    Um fim de semana abençoado.
    bjokas.

    ResponderExcluir

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.