Blogagem Coletiva Leite é Amor

20:50

Primeiro de agosto é celebrado o Dia Mundial da Amamentação. Tudo muito lindo, tudo muito fácil, tudo muito perfeito .... no folder, na novela, na campanha, na propaganda, no filme e no programa! Infelizmente ninguém explica, avisa, alerta, conversa e grita AMAMENTAR É MUITO DIFÍCIL SIM!

Já falei AQUI e AQUI sobre a minha experiência com a amamentação. Cresci ouvindo que as mulheres da minha família NÃO tinha leite e, o pouco que tinha, era FRACO! MENTIRA! Todas nós podemos sim amamentar, basta saber como fazer, o que fazer e, para isso, é preciso informação, dedicação, paciência e muito amor ... coisa que nós, mamães temos de sobra!

Mas, você sabe o que é AMAMENTAR?! No dicionário AMAMENTAR é v.t. Dar de mamar; aleitar. Fig. Alimentar, nutrir, sustentar. Sábio dicionário ... alimentar, nutrir, SUSTENTAR!

Eu amamentei minha princesa com leite do meu peito por dois meses e, desde o início com complemento de leite artificial. Até desabafei dias atrás AQUI sobre minha frustração de não ter insistido mais, tentado mais, tido mais atenção, carinho, dedicação com uma coisa que é tão importante! Claro que se formos falar de oferecer o leite materno, poderemos entrar numa discussão que não tem “você acertou” “você errou” ... amamentar é uma questão de “o que você conseguiu”!

Numa pesquisa no Google sobre amamentação materna, encontrei inúmeros benefícios, como: desenvolve o sistema imunológico do bebê; diminui o risco de alergias; ajuda e perder os quilos ganhos durante a gestação; evita cólicas; diminui risco de câncer de mama entre tantas outras coisas.

Além de fornecer o alimento mais completo e perfeito que seu pequeno frutinho necessita, sabia que quem amamenta pode abençoar muitos outros pequenos frutinhos?! Pois é, da mesma maneira que existe o Banco de Sangue que faz a coleta do sangue humano para ser usado por em cirurgias e transfusões, por exemplo, existe um Banco de Leite Humano, que faz a coleta de leite materno para que crianças que nasceram prematuramente, por exemplo, e por algum motivo não possa receber o leite materno da própria mãe, tenha o direito de receber leite materno.

Lembram-se que antigamente existiam as amas de leite, mulheres, geralmente escravas que tinham o dever de amamentar com seu próprio leite os herdeiros dos seus senhores?!? Então, a lógica é a mesma, dar ao bebê recém-nascido leite materno, o alimento completo.

A queridíssima Nívea do blog Mil Dicas de Mãe AQUI que propôs essas maravilhosa blogagem coletiva sobre amamentação e sobre a importância de se doar leite materno.

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva com objetivo de incentivar a doação de leite materno aos Bancos de Leite. Saiba mais informações de como doar clicando no selinho!

Existem mulheres que produzem mais leite do que seu filho necessita, e para essas mãe queremos dizer DOE! Deve ser uma sensação tão maravilhosa abençoar bebês tão pequeninos com algo feito por você, e que pode salvar uma vida, o leite materno!

Para saber o Banco de Leite mais perto de você, basta acessar o site AQUI da Rede Brasileira de Banco de Leite Humano (BLH), muito mais do que saber aonde doar, você fica sabendo como doar, armazenar e ainda tem dicas de como amamentar ... tudo o que uma mamãe de primeira viagem precisa e quer saber sobre amamentação.

Nívea, muitíssimo obrigada pelo convite, foi com enorme prazer que participo e falo de uma coisa que adoraria ter feito, mas por medo, falta de informação, condição, paciência e instrução não fiz!


VEJA MAIS POSTS SOBRE

1 comentários

  1. Marcisiane Roberta Soares10 de agosto de 2012 22:05

    Adorei seu post. Eu tive dificuldade, errei muito, mas descobri a relactação e faço até hoje. O meu post está no meu blog http://matheusmeucoracao.blogspot.com.br/2012/08/leite-e-amor.html

    ResponderExcluir

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.