Mamães Empreendedoras

21:19

Quando eu entrei na faculdade, tinha o seguinte sonho: ser aluna exemplar, me formar com honra, ter um ótimo emprego numa revista de moda onde alcançaria em pouco tempo a vaga de editora chefe! Ah, eu já estaria casada. Filhos?!? Somente depois de estar estabilizada profissionalmente. 

Como eu, acredito que esse seja o sonho de muitas mulheres quando estas estão no mercado de trabalho. Mas tudo isso muda quando nos tornamos mamães. 

Eu não conheço nenhuma mamãe que aceite perfeitamente a volta ao mercado de trabalho após a maternidade; Eu não conheço nenhuma mulher que fique realizada ao voltar ao trabalho e deixar seu frutinho com avó, babá ou escola. 

Eu trabalho desde os treze anos no consultório odontológico da minha mãe. Comecei a trabalhar porque precisávamos economizar tudo o que podíamos no início, e um solução foi eu ser secretária. Eu fui ficando, ficando, ficando até o dia que entrei na faculdade de jornalismo, mas não durou muito e minha mãe não se adaptou com outras auxiliares e me "recontratou". E eu engravidei ... trabalhei até o último dia de gestação. Sophia nasceu e eu achei que tivesse com minha "carta de alforria", mas não! Minha mãe não se adaptou com as auxiliares e pediu para eu voltar - mais uma vez -  ... eu não tive opção, voltei! Porém, desta vez foi diferente, eu voltava ao mercado de trabalho e precisava deixar meu bem mais preciso nas mãos de outras pessoas! 

Assim como eu, muitas são as mamães que precisam voltar ao mercado de trabalho por questões financeiras e precisam se afastar do seus maiores amores. Não é fácil! 

Por isso, muitas mamães decidem unir o prazer com o profissional e se tornam mamães empreendedoras, capazes de cuidar dos seus frutinhos e ainda produzir produtos e serviços com muito mais amor e carinho, afinal de contas, elas sabem das necessidades de uma mamãe! 

O Maternarum, um projeto que pretende incentivar outras mulheres a começarem seus próprios negócios, estimular o empoderamento feminino, promover uma maternidade mais consciente, incentivar a lactancia prolongada até pelo menos 02 anos de idade da criança e contribuir com o crescimento econômico da comunidade local, está promovendo a 1ª Feira do Empreendedorismo Materno de Curitiba, em parceria com a Casa Vivà, Slingar e Dançar, Clínica Corelle e Simples Cartões



“A Feira irá reunir vinte e cinco mães empreendedoras de Curitiba e região metropolitana expondo seus produtos ou serviços na Casa Vivà, dia 22 de setembro, das 13h às 19h. O objetivo é criar uma rede de mães empreendedoras em Curitiba. Paralelamente irá acontecer a Feira da Graça, que funcionará assim: a mãe leva brinquedos ou roupas que estão em bom estado, mas que a criança não usa mais, para trocar com as demais mamães. O objetivo não é somente a troca, mas incentivar o consumo consciente. Desta forma, as coisas ficarão disponíveis para as mães pegarem aquilo que será útil em sua casa com seu bebê.”, diz Grace Barbosa, uma das mamães do Maternarum

A feira tem entrada gratuita e é aberta para todos! 


Para maiores informações, acesse o site do Maternarum AQUI!

VEJA MAIS POSTS SOBRE

2 comentários

  1. Que dica bacana essa da feira! Pena que não Realmente é muito complicado para nós, mamães, voltarmos ao mercado sabendo que nossos filhotes estão aos cuidados de outra pessoa. Abs,
    Raquel
    www.eudonadecasa.com.br

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente nem todas as mães tem a condição de poderem ficar em casa após terem seus filhos, eu agradeço sempre por ter conseguido isso, acho que seria bem dificil deixar ele na escolinha em tempo integral!!
    Beijos Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.