{vídeo patrocinado} Auto-retrato

08:30

Quando você deixou de se achar bonita? campanha dove blog Mamãe de Salto ==> imagem retirada da internet
Quando você deixou de se achar bonita?

Sempre fui uma menina “aparecida”, se assim posso me chamar. Sempre adorei uma câmera, uma foto ... meu mural de fotografias do meu quarto sempre estava cheio de fotografias minhas e minhas com amigos, familiares e namorado, não havia fotos de outras pessoas sozinhas, eu sempre fui o centro das atenções.

Já contei em vários posts aqui do blog que sofri uma vida com a balança e que sempre houveram os meses de “engorda” e os meses de “regime”. O problema é que eu não via problema com o meu corpo, os outros viam por mim; meus pais, minha irmã, meus avós, meus tios ... ninguém nunca perguntou ou ao menos se calou diante de mim, sempre havia um comentário do tipo “Você tem um rosto tão lindo, mas é gorda!” ou ainda “Como é que pode ter sempre um paquera se é gordinha e sua irmã que é linda e magra sempre sozinha!”. Pois é, desabafei! Sempre fui a “gordinha”, a “pançudinha” e “sobrepeso” e isso sempre me machucou, muito mais do que me olhar no espelho.

Engravidei e, ao contrário das expectativas, não engordei como “se esperava”, me mantive muito bem até ... tudo mudou no aniverário da minha princesa de um ano quando eu simplesmente me vi usando 10 números a mais da calça jeans, procurando camisetas e cardigans na sessão masculina de lojas de departamento e me deprimindo cada vez mais e mais. Não sei o que houve, acredito que engoli tantos “sapos” durante a gestação e no primeiro ano de maternidade que um dia o corpo sentiu e tentou extravasar tudo através do meu peso.

No dia do meu casamento, eu não tinha nenhuma roupa bonita para ir ao cartório. Não tenho nenhuma foto daquele momento tão importante na minha vida. A noite, quando saímos para jantar em família, eu, meu marido, nossa filha, meus pais e irmã, lembro que tirei uma foto minha e do meu marido e ele poderia facilmente se esconder atrás de mim que não o achariam ... eu não me reconheci! Mesmo assim, não foi o suficiente para que eu mudasse de vida.

Foi no final daquele ano, quando decidimos que iriamos passar o Réveillon na praia que eu vi que algo estava MUITO errado! Eu, que sempre fui daquelas que via o sol nascer já estirada na areia para torrar de tanto sol não fui sequer levar minha filha na piscina pois eu não tinha roupa de calor! Eu não tinha shorts, saia ou vestido, apenas calça jeans e camiseta. Nosso apartamento fica no nono andar de um edifício e confesso que muitas vezes a vontade foi me jogar de lá de cima, tal o desespero!

No inicio daquele ano eu decidi que precisava mudar; se não fosse por mim ou meu marido, pela nossa filha! Como eu iria na apresentação do dia das mães dela daquele ano da escola parecendo um monstro! Não, não apenas pelo sobre peso, mas pela tristeza ambulante que eu havia me transformado.

Numa vontade desesperada de perder peso, me matriculei numa academia e, sem orientação destruí meus joelhos. O jeito era fechar a boca.

Eu não sei como mas eu consegui perder alguns muitos quilos que, nem de longe me tornaram magra ou esbelta, sei que ainda posso perder muitos mais, porém minha vida mudou quando eu me libertei daquele “peso” da responsabilidade de ser magra para os outros.

Hoje, posso dizer que me amo e me adoro! Óbvio que poderia e desejo melhorar, mas isso não é mais minha maior preocupação e, principalmente, um motivo de tristeza.

E sabe por que desabafei tudo isso!!? Porque mais uma vez a Dove, marca de produtos de higiene pessoal lançou um vídeo nos fazendo refletir sobre a beleza verdadeira! Convido você a assistir a mais esse vídeo e dessa vez parar e pensar “quando foi que você deixou de querer aparecer para a câmera!!?”.

Venha comigo nessa luta e #revelesuabeleza! Como você se enxerga?! Como os outros te enxergam?! 



** Este post foi patrocinado por DOVE

Beijos e comenta,



VEJA MAIS POSTS SOBRE

14 comentários

  1. Adorei, eu tbm perdi 10kg depois de ganhar meu bebe, estou mais feliz com meu corpo mas ainda quero perder uns 5kg e isso me encomoda, mais que aos outros.
    Ms um dia eu chego lá.
    Parabéns pela determinação!

    Adorei o video tbm, rs....


    http://vivendo-a-maternidade.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saah, depois de muito sofrimento, hoje aprendi que o importante é estar feliz! Se você quer perder 5kg, faça o que estiver ao seu alcance para fazer!

      Obrigada pelo carinho!!

      Beijos, Má

      Excluir
  2. Nossa Má!
    Eu fui uma criança magra, na pré adolecencia engordei, passei a adolecencia com um peso bom, adequado para minha altura, mas sempre me achava gorda, e comecei a tomar remedios para emagrecer e desencadearam quase uma anorexia, vestia calça 34!
    Depois recuperei o peso e quando começei a namorar engordei 10 kg, engravidei e ganhei mais de 20 kg, com o Eduardo doente eu só comia, exatamente como você disse, engolia as tristezas da vida pela comida.
    Fiquei enormeeee!!! Depois fiz um regime e emagreci, cheguei ao peso de antes da gravides (que 10 kg acima do meu normal) e desde então estou no efeito sanfona, engordo, emagreço e nunca consegui voltar ao meu peso ideal!
    Tem sempre a cobrança da família, mas principalmente a minha, quero poder escolher a roupa que eu quero que eu goste não a que serve, ou a que disfarça.
    Comecei uma dieta e estou firme e forte na academia. Espero voltar aos meu peso até o final do ano e sem efeito sanfona! Nada mais triste que fugir das fotos,da praia... eu sei passei por tudo isso!

    Má eu te vi na festa junina, você está ótima, magra, linda, estilosa (adorei sua saia, pena que eu com 1 metro e meio não da pra usar).
    Esses dias vi uma foto sua com seu cachorro, você está linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembro muito bem que um post seu no seu blog era sobre isso né amiga?!

      Nos encontramos na festa e posso dizer que te vi linda, maravilhosa, corpo lindo, super emagreceu e te vi muito muito muito feliz!

      Obrigada pelos elogios, e posso te garantir que tinha super medo de usar saia longa por causa do tamanho enorme da minha bunda, mas além de procurar um modelo que não destacasse a bunda, me vi feliz e realizada ... acho que isso faz uma super diferença ... usar uma roupa que a gente não esteja se sentindo feliz, não rola!

      Beijos com muito amor e carinho, Má

      Excluir
  3. Essa é a história da minha vida... desde a adolescência eu luto contra o sobre peso,mas depois que meus filhos nasceram eu engordei muito, e desde então vivo no efeito sanfona! Ano passado eu emagreci 11kg e fiquei toda feliz, então engordei quase tudo novamente, e isso me trás uma sensação de fracasso absurda! Antes das pessoas falarem como eu engordei , eu já me antecipo e falo " Engordei tudo de novo!" , sei lá parece que o constrangimento é menor... Eu posso dizer que a obesidade é a única coisa que eu não consegui vencer na minha vida, até a crise de pânico eu venci com a ajuda de Deus! Mas , eu creio que um dia, eu vencerei esse gigante da minha vida para sempre , e não mais uma vez pela metade e fazendo com que ele volte muito maior! Mas , enquanto isso não acontece, eu vou valorizando o que eu acho bonito em mim, meus olhos , meu sorriso, então assim , consigo não fugir da câmera!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carla querida ... seu comentário é o que me faz amar ser blogueira! Receber esse retorno de quem me lê em forma de depoimento, de confissão, de retorno é o que faz eu desejar vir aqui e compartilhar minhas intimidades!

      Dizer que me olho no espelho e amo minha barriga, óbvio que não, mas me amo num "conjunto da obra"! Meu marido que ama, minha filha tem orgulho de mim, o que mais posso querer?!?

      Beijos e obrigada por estar aqui! Má

      Excluir
  4. Seu blog é lindo , vou indicar no meu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual seu blog amiga, deixa aqui nos comentários!

      Excluir
  5. Adorei seu depoimento Má
    Me sinto assim também e já tomei um rumo pra mudar isso.
    Acho que devemos estar bem pra gente.
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é linda amiga, guerreira e sei que vai chegar aonde desejar!

      beijos, Má

      Excluir
  6. Oii Marcella, muito bacana seu relato, acho que estar bem consigo mesma é fundamental seja magra ou não, o que importa é se estamos em paz conosco, se estamos felizes, e com saúde acima de tudo! Bjoooss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Kellen, muito mais que estar bem consigo mesma é estar feliz!

      Beijos, Má

      Excluir
  7. Oi Marcela, meu blog doulaamiga.blogspot.com.br. Dá uma olhadinha...rsrsr
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. É verdade Má , esse mundo dos blogs é assim mesmo... é maravilhoso como nos identificamos com os relatos e histórias de pessoas que nunca vimos, mas que acreditam nas mesmas coisas, ou passam pelas mesmas experiências e os mesmos conflitos que vc !

    Muitos bjs !

    ResponderExcluir

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.