10 dicas para mamães de primeira viagem

09:00

Uma das coisas que mais escuto das gestantes é o medo que elas sentem do pós parto. Calma, não após o nascimento do frutinho, mas o voltar para casa com o primeiro filho no colo. Realmente isso faz muito sentido, pois, durante a gestação, pouco muda a rotina da mãe; ela pode ficar mais preguiçosa, menos disposta, mas a vida continua a mesma, porém, após o nascimento, tudo muda e tudo o que era rotina vira de pernas para o ar e, até todos se adaptarem é preciso facilitar tudo o que é possível para fazer essa transição mais tranquila possível.


1 ... estoque comida
Seja feijão caseiro ou lasanha industrializada congelados, seja cereal ou torrada, seja macarrão ou sopa instantâneos, tenha sempre opções para alimentação rápida e fácil disponível, para não haver nenhum tipo de stress. É muito comum que a mamãe após o nascimento do(s) bebê(s) sintam mais fome que o normal e, posso contar um segredinho, geralmente a fome é inversamente proporcional a vontade de cozinhar, então, se você não terá ajuda da mamãe, sogra ou uma auxiliar na cozinha, deixe tudo pronto antes para minimizar esse tipo de “problema”!

2 ... mantenha a calma
Nunca se esqueça que tudo faz parte da adaptação. Por maior que seja o amor, todos são estranhos e com rotinas, gostos e estilos de vidas completamente diferentes. Sem falar que todos os hormônios da mamãe estão em ebulição, praticamente um vulcão prestes a entrar em erupção. Respire profundamente e, se achar necessário, converse com as pessoas que estão mais próximas antes de qualquer rompante; explique para sua mãe, pai, sogra, sogro, companheiro, marido que entenda que tudo é novo e que você está precisando apenas de atenção e compreensão.

3 ... tudo tem seu tempo
Lembro que quando cheguei com Sophia em casa, ou melhor, na casa dos meus pais, tudo sofreu uma metamorfose e queriam que o mundo girasse ao redor dos “gostos” da Gatoca. Eu bati o pé e exigi que a vida continuasse a ser como sempre foi, os mesmos horários para acordar e dormir, comer e sair. Quando Sophia sentia sono ela dormia e quando estava animada interagia, mas jamais impus limites dos horários do sono dela. Meu único – e maior – erro foi impor horários e tempo determinado para a mamada, o que causou um grande stress para mim e não me ajudou a amamentar Sophia exclusivamente com meu leite.

4 ... se permita viver
Você antes de ser mãe, é um ser humano, que sente fome, sede, sono, vontade de tomar banho, cochilar! É verdade que não será mais como antes, principalmente se o seu sono vier na hora que o do bebê acabar, mas quando ele dormir, deite na cama e descanse! Não queria ser SUPER MULHER e decidir lavar o telhado enquanto bebê está no colo do papai, relaxe, dê uma volta na quadra, vá na padaria comprar pão, assista televisão, leia livros ou folheie revistas, lave o cabelo e passe um blush no rosto, pode ficar de moletom, mas com dignidade.

5 ... não desista da amamentação
Eu desisti quando ouvi há uns dez anos que todas as mulheres da família não tinham leite; na maternidade, com o stress da icterícia eu perdi metade do leite e a vontade de amamentar, então dava um pouco do que saía ate o dia que secou, com dois meses de vida da pequena princesa. Procure todas as orientações médicas e disponíveis em revistas, livros e blogs; não tenha vergonha de perguntar!

6 ... não se culpe
Eu sei que quando nasce uma mãe, nasce uma culpa e esta estará ao seu lado quase que pelo resto da sua vida, mas tente ao máximo não se culpar. Escolha de parto, amamentação, aonde o bebê irá dormir são escolhas pessoais e não devem ser discutidas, principalmente nesse momento; se for o caso, evite contato com pessoas que sejam negativas.

7 ... peça ajuda
Nem sempre as pessoas sabem como podem ajudar, as vezes temem em fazer algo que não seja o melhor para a mamãe ou mesmo acham que está tudo bem, então, não se faça de rogada e peça ajuda para o marido, companheiro, mãe, pai, sogra e amigas que vierem visitar! Peça para trazer um pão gostoso, pegar a fralda no armário ou até lavar louça. Lembre-se, toda ajuda será sempre muitíssimo bem vinda!

8 ... diga não
Amiga ligou na hora que o bebê dormiu e perguntou se podia visitar, diga não sem medo! Marido pediu para fazer aquela canja que só você sabe fazer quando você só deseja banho e cama, diga não! Ninguém teve a rotina mais alterada do que você, é muito comum que deseje momentos inclusive sozinha.

9 ... filtre os pitacos
Você ouvirá todos os tipos de conselhos, alguns muito úteis e outros que eram melhor nem serem dados, por isso, o segredo do sucesso e da felicidade é filtrar aquilo que é dito. Escute e agradeça, se chegar o momento de “usar” o conselho e seu instinto materno sentir confiança, siga em frente!

10 ... você sabe o que está fazendo
Seu instinto materno nasceu no dia em que seu óvulo foi fecundado! Você sabe muito bem distinguir o choro do seu frutinho e, seu colo é e sempre será o melhor lugar e seu peito o melhor remédio. Nunca esqueça de uma coisa: você é a melhor mãe que seu filho poderia ter!

Espero que essas dicas da mamãe possam tranquilizar e ajudar você na hora que seu bem mais precioso chegar! Se quiser conversar, desabafar ... estou aqui! Ah, e para descontrair e dar uma risadinha.

como são os primeiros dias em casa com recém nascido blog Mamãe de Salto


Beijos e comenta,

VEJA MAIS POSTS SOBRE

9 comentários

  1. Quando nasce uma mãe , nasce uma culpa hahaha me definiu, olha de grande valia essas dicas! Se eu soubesse metade delas não teria me estressado tanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana ... mas pense bem, quem sabe tentaram te dar algumas ou todas essas dicas e com aquela ebulição de hormônios você nem quis dar ouvidos! Isso aconteceu comigo, algumas dicas eu entendi como pitacos e não prestei atenção, fez uma falta! Hahaha ...

      Obrigada pela visita e comentário ... volte sempre <3

      Beijos, Má

      Excluir
  2. Oi Marcela, ótimas as dicas! Muito importante manter a calma, saber que tudo tem o seu tempo e que passa e também se cuidar porque somos pessoas integrais e a maternidade é uma parte, muito importante sim, da nossa vida. Mas até para que ela seja exercida em sua plenitude precisamos cuidar das outras partes da nossa vida.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Chris, tudo passa, mas ninguém avisa que será um turbilhão de emoções e aventuras nos primeiros dias, meses ....

      Obrigada pela visita e comentário ... volte sempre <3

      Beijos, Má

      Excluir
  3. Má meu bebê ta com 2 meses e ainda me stresso ,mas vou usar essas dicas viu.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nara, mantenha a calma sempre, essa é a mais valiosa dica, as demais são consequência!

      Obrigada pela visita e comentário ... volte sempre <3

      Beijos, Má

      Excluir
  4. Ótimas dicas Má.
    Sabe uma das coisas que me arrependo é não ter desligado quando a Sophia dormia, assim nunca sobrava tempo para mim, queria abraçar o mundo e todos.
    E hoje depois de 3 anos e 9 meses o cansaço e esgotamento me perseguem, mas não me arrependo pois quando menos espero escuto "Mamãe te amo", "mamãe te amo muito", "mamãe tu é linda", e isso me renova e me da força para seguir.

    Bjs, Fran
    www.minhaprincesasophia.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Fran, isso é verdade! Ainda hoje eu estou morta de cansaço e Sophia a mil por hora, quando ela dorme, quem disse que durmo junto?! Quantas vezes eu fico ali, olhando, admirando, amando ....


      Obrigada pela visita e comentário ... volte sempre <3

      Beijos, Má

      Excluir
    2. Amei as dicas, e quando meu príncipe nascer vou tentar usa-las..
      Apesar que eu ando muito sem paciência, desde o começo da gestação rs
      mas adorei rs bjs

      Excluir

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.