Meu bebê sumiu!

14:06


A cada novo dia tenho descoberto que o mundo da maternidade é tão grande e tão complexo que não posso afirmar que sei o que é ser mãe, afinal, sempre tem alguma coisa nova para aprender e, posso te contar um segredo logo de cara?! Nesses sessenta e dois meses, eu acho que aprendi igual ou mais com Sophia do que eu ensinei algo a ela ... sim sim sim amiguinhos, os filhos nos ensinar, nos ensinar a ser mãe, nos ensinam a sermos melhores e nos ensinam o que devemos ensinar a eles!

Há alguns dias peguei o álbum de fotografias da gatoca ... folhei uma, duas, cinco, dez páginas de fotos desde o nascimento até o terceiro, quarto, no máximo sexto mês de vida dela pois a partir desse momento eu parei de revelar fotos, afinal, grande parte está salva em vários computadores, CD’s, celulares, cartões de memória. Quando descobri que parei de revelar fotos, parei para pensar no que eu, ops, nós vivemos durante esse tempo “não registrado” e como é que chegamos aqui.

O período da gravidez foi o mais rápido e curto possível, já que minha gravidez durou pouco mais de quatro meses. O primeiro ano de vida da Sophia eu estava em stand-by, gosto de comparar meu estado ao do personagem de Adam Sandler no filme Click quando ele começa a pular momentos “ruins” da vida e se depara que dias, semanas, meses, anos passaram e ele nem percebeu, essa fui eu no primeiro ano de vida materna aonde eu não vi o tempo passar e quando notei já estava na festa de um ano da minha filha.

Sophia falou tarde, andou tarde, desfraldou tarde ... acho que tudo que adiantou sobre sua vinda atrasou nas etapas do seu desenvolvimento. Não, não estou dizendo que houve atraso no sentido cognitivo, estou me referindo ao tempo se comparado a maioria das crianças, andar por exemplo foi com 1anos 3meses e 5dias!

Eu voltei a trabalhar com a minha mãe quando minha princesa estava prestes a completar sete meses de vida e por isso optei coloca-la na escola, os primeiros dias, as primeiras semanas, os primeiros meses foram horríveis, mas hoje eu vejo que para nós foi uma excelente opção. Decidi que o tempo que estivesse com minha filha, na minha casa, com meu marido seria um tempo precioso, um tempo integralmente dedicado a eles, a nós ... isso significa que arrumação, limpeza e organização não é o forte da nossa casa.

O tempo passou, a maternidade e Sophia se desenvolveram, mas algumas coisas não mudam, como por exemplo eu revelar algumas muitas fotos que comprovam que diante dos pitacos e algumas expectativas, nós estamos crescendo: eu como mãe, Sophia como criança e é aí que eu descobri que não tenho mais bebê em casa, tenho uma criança, uma menininha esperta, falante, que adora pintar e bagunçar.

No último domingo foi feriado de Páscoa e sabíamos que iriamos almoçar com a família do papis, então semana passava tivemos que ir ao mercado comprar os ovos de chocolate dos nossos sobrinhos, fomos em família escolher os ovos para eles e Sophia pediu para escolher um, deixamos ... ela escolheu um de chocolate branco. O final de semana chegou e gatoca ganhou dos meus pais na sexta-feira os ovos de chocolate, chegou em casa e guardou. No sábado ela pediu para dormir na casa dos avós e eu questionei o fato do dia seguinte ser Páscoa e como ficaria os ovos de chocolate que o coelhinho iria deixar e ela prontamente me respondeu: “mais mamãe, a gente já comprou no mercado meu ovo, não tem problema”, tão simples, tão prática, tão feliz! Até comentei isso no meu perfil pessoal do FB e muita gente comentou, lamentou e sugeriu que eu revivesse essa lado lúdico da infância e, posso ser sincera, não vejo mal algum em Sophia não acreditar do coelhinho da Páscoa, para mim o mais importante é ela saber o verdadeiro significado da Páscoa: ressurreição de Jesus.

Quando fomos buscar a princesa na casa dos meus pais para irmos viajar pro almoço de Páscoa, na cadeirinha do carro eu coloquei um coelho de pelúcia, o ovo de chocolate e um copinho descartável com algumas bolinhas daquela que pulam que a gente compra em máquina com moeda sabe!? Na hora que eu abri a porta para ela entrar no carro, ela tremia de emoção e felicidade, não pelo coelho, nem pelo chocolate ... foram pelas bolinhas pula-pula. Okay, o conjunto da obra foi “perfeito”!


Depois dessa verdadeira maturidade infantil, eu só podia deixar minha gatoca fazer seu primeiro passeio “sozinha” com a escola! Não preciso nem dizer que não dormi direito, passei a noite anterior e o dia inteiro em oração e supliquei para o papis ir até o zoológico fiscalizar o passeio, seguir o ônibus, ficar atrás das crianças mas ele me negou, disse que eu precisava relaxar e confiar .... precisei ir pessoalmente busca-la na escola para ter certeza que estava bem, segura e principalmente feliz!

Pois é, ontem eu tive certeza de que não tenho mais bebê em casa ... ela cresceu!


Beijos e comenta,


VEJA MAIS POSTS SOBRE

7 comentários

  1. Ooooo ameiii.
    Engraçado pensei que ela ia vibrar pelo ovo.
    E que menina mais lindaa.
    Ameii o post, viajei com vc.

    Aproveito para convidar você e suas leitoras para o sorteio que ta rolando lá no Minhas Feminices, um colar lindo da Rings&Tings. Espero todo mundo lá.
    Bjoo

    Jéssica

    www.minhasfeminices.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Jéssica, criança sempre surpreende a gente! Acredita que ela não abriu nenhum ovo de chocolate ainda, vou ter que derreter e inventar alguma coisa!

      Obrigada pelos elogios ;-)

      Estou indo conhecer o Minhas Feminices, pode esperar!

      Beijos,

      Excluir
  2. OI Má, a gente está aprendo a cada dia a ser mãe. É um aprendizado constante.
    Eu também parei de revelar as fotos da Sofia. Preciso até escolher algumas para atualizar os porta-retratos.
    Imagina o emoção da sua gatoca quando entrou no carro,
    Uma ótima semana pra você
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade né Chris, ser mãe é ensinar mas também aprender demais!

      Ela ficou muito feliz, mas a felicidade maior foi com as bolinhas pula-pula, hahaha!

      Beijos

      Excluir
  3. A gente se surpreende cada vez que eles aprendem alguma coisa e ainda mais quando nos damos conta de que eles cresceram! rs linda linda! bjus Má!

    Patricia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Patricia, nem fale, como, eles crescem demais e a gente só percebe quando eles nos ensinam mais do que a gente ensina a eles né!?

      Beijos

      Excluir
  4. A gente se surpreende cada vez que eles aprendem alguma coisa e ainda mais quando nos damos conta de que eles cresceram! rs linda linda! bjus Má!

    Patricia

    ResponderExcluir

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.