São tantas emoções

14:31

Há alguns dias compartilhei *AQUI* no blog sobre o crescimento e desenvolvimento da Sophia e que hoje eu não tenho mais bebê em casa, já tenho uma criança com opinião, vontade, desejo e contra argumentos ... ai ai!

Sei que cometi – e cometo –  muitos erros na educação e criação da gatoca, principalmente porque eu também estou aprendendo com a vida e, eu demorei para entender que mãe não ter manual de instrução ou seja, não há livros, palestras, cursos, revistas e até mesmo blogs que ensinem a maneira certa de educar e criar um filho, então eu acredito que erre mais do que acerte, porém algumas vezes é preciso assumir que está fazendo alguma coisa direito.

Sophia foi apresentada aos desenhos e animações infantis com dezoito meses, antes disso ela não tinha contato com televisão. Eu e o papis sempre gostamos de eletroeletrônicos e sempre tivemos computador, notebook, celular “moderno”. Quando criei o blog, em fevereiro de 2011 minha filha estava prestes a completar dois anos mas no começo eu só fazia posts do Mon Maternité durante a semana e no trabalho, eu não fazia nenhum texto em casa. Quando o blog já tinha dois anos e alguns meses foi que eu ganhei um notebook e comecei a “trabalhar” em casa e, nessa altura Sophia já tinha três anos e muitos meses e mexia no meu smartphone e tinha acesso a alguns poucos aplicativos. Ganhei um tablet e ali ela tinha acesso total aos aplicativos previamente baixados e autorizados por mim e pelo papis, que controlamos muito o conteúdo do aplicativo, afinal, não basta ser infantil tem que agregar alguma coisa.

Meu pai é jornalista e assim como eu está sempre com o notebook a tiracolo. Sophia quando vai para a casa dos avós sempre está com o vovô no “quarto da bagunça” enquanto ela assiste filmes ele trabalha e isso chamou a atenção dela pois, eu ainda fico em sites e no youtube mas ele é sempre no word escrevendo, escrevendo e meu pai tem a mania de escrever e ler e conversar com ele mesmo e dias atrás a gatinha perguntou “como é que ele escrevia tantas histórias” e ele explicou que ele lia muito, pensava bastante e escrevia as histórias no computador para que outras pessoas lessem quando saísse na revista ... passou!

No feriado do dia do trabalho Sophia se mudou para a casa dos avós, já era de noite, por sinal bem tarde da noite e enquanto gatoca assistir filmes meu pai foi tomar banho, quando ele voltou para o “quarto da bagunça” não viu a neta na cama, procurou e a encontrou sentada em sua cadeira, mexendo no computador ... parou, colocou os óculos (que ela gosta de chamar de “oca”) e viu que na tela estava aberto o programa word como várias palavras escritas. Ele perguntou daonde ela havia copiado o texto e Sophia simplesmente respondeu “eu li, pensei e escrevi minha história”:


Vou ali pegar uma caixa extra grande de lenços de papel para tentar controlar as lágrimas de emoção, tá?! Aos cinco anos e três meses Sophia escreveu sua primeira história, meu pai se arrependeu apenas de ter corrigido a palavra crocodilo que estava escrita com k no início, o resto é estória criada, inventada e escrita pela minha gatinha mais linda e amada do mundo!

Posso não ser perfeita, sei que tenho muito que aprender para poder ensinar a minha filha, mas hoje eu preciso deixar a modéstia de lado e celebrar que estou acertando em alguma coisa né!?


Beijos e comenta,


VEJA MAIS POSTS SOBRE

1 comentários

  1. Que linda! É de dar muito orgulho mesmo! Parabéns!
    Abs,
    Raquel
    www.eudonadecasa.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.