Avaliação

10:14

Dias atrás foi a entrega de boletim da gatoca, referente ao primeiro semestre deste ano. Quem me acompanha há algum tempo já deve saber mas se você é nova por aqui vou explicar, desde os seis meses de vida minha filha frequenta a escola.

Aos dois anos, matriculada no que chamávamos de “nível dois” Sophia recebeu sua primeira avaliação e, para minha surpresa ela recebeu B em alguns aspectos, até compartilhei a história toda *AQUI* e, um dos itens avaliados a época que minha filha recebeu B, ou seja, aproveitamento de nível bom foi respeito aos limites estabelecidos (compreende e executa ordens simples).

Nos ano seguinte a cada devolutiva era uma stress, eu não vou negar que mal durmo na noite anterior a reunião. É claro que sou o tipo de mãe que deseja receber elogios sobre a educação do filho, mas tenho muito medo em não estar educando bem minha filha, que ela seja uma criança mal educada, sem limites, sem disciplina e vejo essas avaliações como uma forma de saber como estou educando minha filha e como ela se comporta sem os pais por perto.

Graças a Deus este boletim foi o primeiro do primeiro semestre que veio tudo A, mas o assunto do post de hoje não é para eu elogiar minha filha e nosso modo de “educação”, mais de compartilhar algumas ideias e ideais.

Eu confesso que tenho muito medo das pessoas olharem para minha filha e não desejarem estar com minha família pois a “menina chata vem junto”. Dentro de casa sou rígida sim e cobro muita disciplina, sou até muito severa, confesso que muitas vezes sei que poderia ser mais flexível mas não consigo.

Dias atrás o Brasil recebeu uma notícia que foi chocante e que gerou vários tipos de discussões: um menino de onze anos teve o braço amputado na altura do ombro depois que foi mordido por um tigre num zoológico de Cascavel/PR.

Eu já li/ouvi comentários do tipo:

- O pai que é um irresponsável por não ter proibido o filho de atiçar o tigre;

- Coitado do menino, nem sabia o perigo que estava correndo e o pai estava cuidado do outro filho de três anos, faltou fiscalização, segurança;

- Aonde já se viu levar criança em zoológico, animais são maltratados, vivem preso e atacam por estarem sofrendo ... fechem os zoológicos e soltem os animais;

- Aonde já se viu pessoas ficarem filmando e não chamarem a atenção do menino, irresponsável que preferiu filmar e postar na internet.

E por aí vão os comentários ... posso dar minha opinião?! Okay, vou dar: eu não estranharia se minha filha com onze anos tivesse a mesma atitude deste menino se quando eu recebi o boletim do nível dois eu tivesse enxergado aquele B em respeito aos limites estabelecidos (compreende e executa ordens simples) como algo bom e achasse que era o reflexo da sua personalidade forte e que era lindo ela crescer explorando, questionando o mundo.

Eu assisti a várias entrevistas de telejornais locais no dia do acidente e, é notório que quem estava visitando o parque se indignou e se irritou com a atitude do menino que desrespeitou as regras no zoológico e a falta de atitude do pai em repreender o filho. Pessoas alegaram que chamaram sim a atenção do menino que não deu ouvidos. Agora vamos bater um papo de mãe para mãe ... se seu filho faz birra no shopping, qual a sua reação se uma pessoa viesse repreender seu filho e corrigi-lo!? Com certeza você iria sair xingando esta pessoa, porque onde já se viu falar assim com meu filho. Então, por favor, não venha com esse papo de que ao invés de filmar tinha que ter chamado a atenção. Faltou um vigia na guarita?! É, ele poderia estar lá, mas o menino já estava descumprindo ordem e regras e seu pai nada fez.

Educação é um principio básico que deve e tem obrigação de ser feito em casa. Professor não educa, policial não educa, político não educa ... pai, mãe, avós educam, o resto ensina.

O principio básico tanto do boletim da minha filha quanto o menino no zoológico é uma questão de obediência/desobediência. Uma lei natural da vida, tipo ação e reação. O menino que, até agora não sei o nome dele desobedeceu ordens e regras e por isso teve como consequência um infeliz e traumático acidente: perdeu seu braço direito inteiro.

Infelizmente o resultado final de uma somatória de erros quem mais sofreu foi o menino que com pouca idade perdeu um membro, e precisará se adaptar a um novo estilo de vida e as marcas serão para sempre lembradas. O boletim do nível dois apenas eu me lembro daquele B, mas três anos depois tive a benção de ver que pude mudar.

E você, como tem educado seus filhos?! Você quer que eles tenham marcas eternas da sua omissão, da desobediência deles ou dos limites que você impõe!?

todos os direitos reservados ao blog Mamãe de Salto


Beijos e comenta,

VEJA MAIS POSTS SOBRE

3 comentários

  1. Ótima sua reflexão sobre limites!! Mas relaxe quando o assunto for boletim escolar, eu não me preocupo muito com as avaliações em si, ainda mais na Educação Infantil!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ótimo texto Má!! Bela reflexão!!
    Educação vem de Casa e Ensino é na Escola!
    A Gatoca tem uma excelente mãe e trilhará belos caminhos.

    Bj Bj
    Pri Aitelli
    www.mamyantenada.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto, realmente é para refletir, o Gui está no Jardim II, então o boletim dele no momento é em relação ao comportamento, se está acompanhando o ensino, desenvolvendo, e me agrada muito saber que estamos tendo um bom trabalho como pais, pois isso vem de casa primeiramente
    E em relação ao Zoo, eu não culpo quem estava filmando, e nem o Zoo, pois sabemos quem visita esse lugar (pelo menos nas vezes que fui) sempre tem guarda andando pelo lugar e não um que fica de vigia em determinado lugar, e o pai mesmo que cuidando do outro também deve cuidar dele, não é porque é maior que não precisa de cuidados, ou atenções maiores, e infelizmente esse atp acabou numa situação muito triste ..

    Mas voltando para a gatinha parabéns e que venham mais boletins assim, e mamãe também está de parabéns !!!

    Beijos Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.