Eu não sabia que estava grávida

15:17



Olá mamães, tudo bom?! Espero que sim!!

Parece não, na verdade foi ontem que celebramos uma data muitíssimo importante para nossa família ... aniversário de descoberta de gravidez!

Sou intensa, adoro celebrações e comemorações ... guardo datas importantes na lembrança e vivo e revivo elas sempre, com amor, carinho e festa. Ontem foi um desses dias, dia de celebrar com festa uma data que há seis anos foi quase como um velório, sim, não tenho medo nem vergonha de falar que em dois mil e oito o dia vinte e nove de outubro foi horrível, só pensava em morrer, fugir, desaparecer!

Era uma quarta-feira, estava frio e chovendo, eu voltava da faculdade quando minha irmã me telefonou pedindo que fosse direto para o consultório pois minha mãe queria conversar comigo, elas estavam desconfiando que eu poderia estar grávida ... pois é, minha mãe foi quem desconfiou que eu pudesse estar grávida e, não foi pelo corpo não, foi pelo humor! Ela disse que eu chorava por qualquer coisa e estava no auge da minha rebeldia adolescente: ninguém me ama, ninguém me quer!

Encontrei minha mãe no consultório, que fica num edifício comercial, saímos, compramos –ops, ela comprou– um teste de farmácia, pechinchou o quanto pode pois não queria pagar algo em torno de R$13,00 e voltamos para o consultório para faze o teste ... assim que a primeira listra apareceu minha mãe começou a ligar para os parentes, eu gritava avisando que havia ainda cinco minutos para confirmar e gravidez, afinal, assim que ela tira começou a ficar cor de rosa e ela já entendeu que aquilo era o tal positivo. Se bem que poderia esperar cinco, dez, trinta minutos ... o resultado estava ali: positivo.

Liguei para o papis que me respondeu eu já sabia, hoje ele conta que levantou um cartaz escrito isso ... pois é, papis já desconfiava e hoje diz que não queria acreditar, mais que ele já sentia que estava grávida ... agora a coisa complica pro meu lado né!?

Eu confesso que aquela tarde fiquei completamente anestesiada, não pensei em absolutamente nada! Não conseguia pensar, na verdade eu não conseguia acreditar que eu estava grávida. Minha maior, como posso dizer, não era dúvida, medo ou insegurança ... vamos dizer que o que me deixou pensativa foi: como é que eu vou criar um criança! Eu, naquele momento não conseguia me ver cuidando, criando, educando e até amando uma criança. Não era o tipo de adolescente maluca, na verdade nem saia na balada e não consumo álcool, drogas ou cigarro, meu vicio é e sempre foi por compras, sorvete, chocolate, vídeo game e computador ... sabe quando você não se vê realmente sendo responsável por alguém!?

Hoje eu paro para lembrar daquela tarde, afinal eu descobri na hora do almoço e penso que apesar de todas as coisas, foi tudo perfeito. Não sei como seria descobrir sozinha e precisar contar para meus pais, descobrir com a minha mãe foi um alívio. Se ela brigou!? Óbvio que sim, mas ela brigou muito mais por eu ter mentido que nunca havia transado com o papis e não apenas ter como estar grávida, não tinha como mentir mais né!? A não ser que eu seja uma nova Maria que tenha engravidado do Espirito Santo mais não, assumo que transei sim ... só que foi engraçado que ela me perguntou se eu havia dormido com o Ramon e uma paciente respondeu “mas Dra Marly, a Mamá realmente não mentiu para a senhora se essa era sua pergunta, ela realmente nunca dormiu, ela esteve sempre muitíssimo bem acordada”, acho que depois dessa ela não ficou assim tããão brava, hahaha!

Sophia, minha sabedoria logo logo irá completar seis anos, eu nem acredito que ela já está tão mocinha. O que, estranhou o logo logo sendo que eu descobri no final de outubro!? Ah é, eu estava de quatro meses, quase no quinto quando descobrimos a gatoca mais pipoca do universo! Não preciso dizer a correria que foi com exames né!? Tive que fazer uma ultrassonografia que durou mais de duas horas e havia uma equipe médica previamente preparada para que, se houvesse alguma coisa errada eu fosse imediatamente transferida para um centro cirúrgico pois não tive nenhum tipo de exame pré natal e como trabalho num consultório odontológico poderia ter recebido, mesmo que pouco, radiação do raio-x, mas graças a Deus eu e Sophia estávamos muitíssimo bem!

Hoje consigo contar dando até risada, mais podem ter certeza que há seis anos hoje meu dia era de tristeza. Na verdade, voltando no tempo nesse momento eu estava com a minha mãe comprando roupas para mim, pois a calça jeans que estava no dia da descoberta não serviu mais no dia seguinte, e como a grana era mais curta que saia de pirigueti, fomos na Zara, comprei/ganhei três camisetas e três sueters da sessão masculina e uma calça de moletom da Track Field e essa foi minha roupa de gestante por mais de um ano, afinal, quem disse que eu perdi algum peso após o nascimento da princesa!? Até perdi uns oito, depois parou tudo ... tô até fazendo exames para começar uns tratamentos para o metabolismo que, fuéfuéfué, parou de funcionar =/

Ai ai ... como é bom recordar né, mesmo não sendo um momento assim tão bom naquele hora, hoje eu posso garantir que não sei o que seria da minha vida sem a minha vida, Sophia!

E você, lembra de quando descobriu que estava grávida!? Quero saber ...

Beijos e comenta, 

VEJA MAIS POSTS SOBRE

0 comentários

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.