Mas ela faz judô!?

11:28

Olá mamães, tudo bom?! Eu espero que sim!

Pois é, o título deste post é, sem dúvida, uma das perguntas que mais escutamos quando o assunto é a forma de educação e criação da Gatoca.

Até o ano passado, ou seja, enquanto a pequena estava na educação infantil, para “preencher” o tempo que Sophia ficava na escola, matriculamos ela em várias atividades extra curriculares, então ela fazia natação, judô e ballet algumas vezes por semana. Notávamos a cada nova fase, a cada nova etapa ou mesmo a cada apresentação que com o tempo ela demostrava maior interesse maior por um esporte do que o outro, mas como dizia estar feliz realizando todos, mantivemos sem nenhum problema.

Para este ano, ou seja, no primeiro ano do ensino fundamental, tivemos que nos adaptar a novas normas da escola, e uma delas foi precisar escolher entre judô ou ballet. Pois é, não existe a possibilidade de fazer os dois, já que se tornou uma aula do currículo e por isso é ministrada no mesmo horário. Coração da mamãe aqui apertou.

A única coisa que estava certa é que Sophia iria escolher qual atividade iria fazer, porém, eu e papis sugerimos que ela fizesse judô, esporte que aparentemente ela tinha mais prazer e mais desenvoltura. As amigas da sala TODAS optaram por ballet. Não vou mentir nem omitir, o preconceito era óbvio quando conversado com algumas pessoas sobre nossa preferencia quanto ao judô ... pois é, frases como “mas ela é menina”, “tem que fazer coisas de meninas, judô é para meninos” ou ainda  “mas ballet vai torna-la mais feminina” foram ouvidas e, graças à Deus eliminadas pelo outro ouvido. Sophia escolheu ballet.

Bom, a cada nova aula era um choro e uma reclamação. A vontade era pular, gritar eu já sabia e correr para a escola e fazer a transferência, porém sabia que precisava de todo um período de “transição”, afinal, sei que se faz importante para a vida futura dela, hoje entender que nem tudo é tão fácil. Ela optou por ballet, havia um bimestre à ser cumprido para poder ser avaliado ... então precisei de algumas aulas de choro e sofrimento, até para que minha filha tivesse certeza da decisão tomada.

Após o encerramento do bimestre, sentei e conversei com ela e ficou nítido que ali não era seu lugar. Procurei a coordenação e com o apoio da escola fiz a mudança de matéria ... assim, Sophia mudou de ballet para judô. Posso dizer que a parte mais fácil foi essa, “difícil” foi ver mães de amigas questionar “mas a Sophia está no judô?!” como se aquilo fosse um péssimo exemplo.

Minha filha é da turma dela a única menina que não quis vestir tutu, sapatilha e meia calça, mas não a única garota que trocou o mundo cor de rosa por quimono e faixa. À principio eu me preocupei com o fato dela se sentir mal por só estar com meninos, ser a única garota e, de certa maneira, se sentir fraca ... e olha, eu me preocupei a toa. Depois de três aulas de judô houve a oportunidade dela participar de um campeonato municipal de judô e por iniciativa da Gatoca, ela quis ir.

Minha pequena faixa branca ponta cinza começou envergonhada, da arquibancada conseguia ver que ela não queria nos decepcionar, a cada movimento olhava para ver se aprovávamos seu desempenho, a preocupação era tão grande que perdeu a primeira luta. Na segunda, estava mais confiante e ippon, ganhou! Minha pequena atleta subiu no segundo lugar do pódio com três aulas de judô ... nosso orgulho!

Não é fácil receber olhares tortos, mas ver tantas meninas naquele campeonato me fez acreditar num futuro melhor, num futuro de pais que hoje estão rompendo barreiras que nem precisavam existir né!? Ainda é muito comum as pessoas questionarem o fato de uma menina fazer judô e, mais do que isso, não quere fazer ballet, como se isso fosse uma regra. Acho que estou no caminho certo da educação e criação da minha pequenina.

Gatoca judoca ... blog Mamãe de Salto

Ah, e se você ficou curiosa, eu já perguntei na escola e SIM, há pais que permitiram seus filhos trocarem o judô pelo ballet e, posso confessar uma coisa para você!? Meus olhos se encheram de lágrimas!

Beijos e comenta,



VEJA MAIS POSTS SOBRE

0 comentários

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.