Eureka

11:41

Olá mamães, tudo bom?! Eu espero que sim!!

Ai ai ... outubro para mim é um mês completamente especial. Foi há sete anos que minha vida definitivamente mudou, deu a tão sonhada, desejada e pedida mudança de 180graus. Estou escrevendo esse post pouco depois das dez horas da manhã, se voltasse no tempo, há sete anos, nesse mesmo horário eu estava na faculdade, era uma quarta-feira fria, céu cinza e muita chuva. Eu e Ramon –hoje papis, hehehe– embora não fizéssemos o mesmo curso, estudávamos na mesma universidade, eu jornalismo e ele engenharia mecânica, e todos os dias ele me dava carona para casa na saída.

Aquele dia eu não acordei bem, sei lá, a vontade de ficar em casa, deitadinha na cama era maior que o normal, muito maior que apenas de uma preguiça ou mesmo pelo dia estar propício para isso, sei lá, era uma sensação de vazio, tristeza, melancolia. Infelizmente não tinha opção, era ir para a faculdade ou ir para a faculdade, então optei por ir para a faculdade.

Mal prestei atenção nas aulas, em dado momento todos os sentimentos se uniram e viraram irritação, parecia sim que o mundo conspirava contra mim.

A aula acabava quase ao meio dia, e por causa da chuva, o papis tinha que dar uma volta por toda a universidade para me buscar, afinal, com aquela chuva e aquela irritação não havia possibilidade de eu ir na chuva, que gaste mais combustível para me pegar seca e em segurança.

No caminho para casa, meu celular tocou, era minha irmã ... aff, que raiva. Atendi mal humorada e ela pediu para eu não ir para casa e sim para o consultório pois minha mãe queria conversar comigo, afinal, ela estava preocupada comigo e desconfiando que eu estava grávida. WHAT?!!? OI?!?!? COMOÉQUEÉ!?!? Como é que minha mãe poderia estar desconfiando que eu pudesse estar grávida! IMPOSSÍVEL!!! Eu nem tinha engordado, enjoado, desejado coisas estranhas e nem parado de menstruar.

Compartilhei com Ramon o papo pelo telefone e ele ficou quieto, apenas ouviu. Hoje eu vejo que foi super estranho o fato dele não ter falado nada, até parece que ele estava concordando mas como estava irritada não quis ser mais um contra mim, hahaha. Me deixou em frente ao edifício do consultório, dei um beijo e falei “qualquer coisa te ligo”. Subi e minha mãe estava parada, em pé na entrada do consultório me esperando, meu coração disparou. Ela perguntou “você dorme com o Ramon?!”, hesitei em responder, meu silêncio foi a resposta que ela queria realmente não ouvir; pediu para eu levantar a blusa e assim fiz, colocou as mãos e gritou tem um bebê de três meses aí dentro, prontinho já ... você está grávida Marcella. Mãe, impossível.

Saímos da sala e fomos na farmácia comprar teste de gravidez, minha mãe achou R$14,40 muito caro, pediu desconto e pagou R$12 e pouco, subimos novamente, fui direto para o banheiro fazer xixi no copo descartável enquanto lia as instruções: cinco minutos para o resultado final, uma listra negativa, duas positivo. Mergulhei a tira de papel no xixi, em segundos uma listra ... enquanto a linha rosa subia sem fim, minha mãe gritava: suuuuuuuuper positivo e começou a ligar para a geral, eu tentava explicar que aquilo não era positivo, faltavam quatro ou três minutos para uma outra listra aparecer e daí sim sair o resultado. Minha mão tremia, meu coração batia num ritmo alucinante e minhas pernas não aguentavam o peso do meu corpo ... eu só pensava “não aparece, não aparece, não apare ....” apareceu! “Mãe, tô grávida!”.

GIF resultado teste de gravidez de farmácia

Fui ao banheiro coletivo do andar do consultório, sentei no chão, peguei o celular e liguei para o Ramon, ele atendeu:
-       Alô;
-       Deu positivo;
-       Eu sabia.

Assim eu descobri que todos já sabiam que eu estava grávida, menos eu. A tarde daquela quarta-feira não existiu na minha vida, eu não sabia se ria, chorava, falava, me calava, dormia, corria, morria, vivia. Fiquei com medo do meu pai, que naquele dia me abraçou e disse “eu te amo”, e depois não falou ou olhou para mim.

O banho antes de dormir foi, de longe, um dos mais longos da história do universo, se te contar que desliguei a água sem ter ensaboado o corpo, você acredita!? Tive que religar a água para enfim, tomar banho.

Deitei, chorei, dormi.

Dias antes da descoberta, a noite, durante minha oração, conversei com Deus. Bati um “papo reto” com Ele, e compartilhei que estava “cansada” da minha vida que era todo dia sempre igual, cursava jornalismo mas não tinha nenhuma visão de futuro já que desde os treze anos trabalhava no consultório odontológico da minha mãe que odiava e comparei minha vida à da menina Eloá, que foi mantida em cárcere privado pelo ex-namorado por alguns dias e por uma série de motivos acabou sendo morta, isso com dezesseis anos ... tão nova, sem querer teve o rumo da vida mudado e eu também queria uma mudança total, uma mudança de 360graus, não, 360 não, 180 ... pois 360 é uma volta completa que cai no mesmo lugar ... mas diferente da Eloá que morreu, eu quero uma mudança radical, uma mudança que traga vida. Valeu Deus, Você ouve mesmo a minha oração!

Hoje é dia de festa e muita alegria, pois há sete anos descobri que minha vida ganharia sentido, que eu ganharia o dom do amor puro e incondicional.

Parabéns à todos os envolvidos!

scrapbook pessoal Marcella Stelle ... blog Mamãe de Salto resultado teste de gravidez


Beijos e comenta,

VEJA MAIS POSTS SOBRE

0 comentários

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.