#Gratidão aos #Parceiros

16:53


Olá mamães, tudo bem!? Eu espero que sim!!

E não é que chegamos ao último dia do ano dois mil e quinze?! Que ano amigos ... haaaaja coração. Olha, vou ser sincera com você, que ano difícil hein!? E olha, que nem tô entrando no mérito de política e crise financeira, porque se incluir esses itens na lista a coisa segue o mesmo rumo das leis de Murphy “nada é tão ruim que não posso piorar”, afinal, por si só, na minha vida e da minha família (eu, papis e Gatoca) foi difíííícil demais.

Se tem uma coisa que eu fiz muito esse ano foi entrar na internet e buscar frases bonitinha, fofinhas e inspiradoras para compartilhar nas mídias sociais, e a grande maioria nos ensina que apesar de todas as coisas, devemos agradecer ... mas afinal, o que é agradecer!?

Quando eu era criança, devia ter uns cinco ou seis anos, fazia dança numa academia na cidade de Umuarama, interior no Paraná. Certo dia, minha mãe e minha irmã foram me levar para a aula, me deixaram na porta, me deram um beijo e atravessaram a rua em direção à padaria, iriam comprar algumas coisas para o lanche da tarde. Na hora que eu entrei na academia vi que estava sem energia elétrica, tudo escuro e as pessoas estavam amontoadas conversando, afinal, não tinha como fazer exercício no escuro e sem ventilador/ar condicionado ... sei lá porque eu me desesperei, entrei em pânico e num ato de impulso sai correndo da academia em direção a padaria, precisava abraçar minha mãe. Ninguém viu o que eu fiz, só se ouviu uma freada e buzina. O suspiro de todos significou que eu havia conseguido atravessar a rua. Não, eu não vi a tal da camionete que quase me atropelou, soube depois que as pessoas perguntavam o que tinha acontecido e se eu estava bem, mas me lembro muitíssimo bem de ter uma sensação de paz no colo da minha mãe, seus braços pareciam o maior, melhor e mais protegido lugar do mundo ... como fiquei feliz dela estar “tão perto” naquele momento. Isso é agradecer!

Eu engravidei da Gatoca com vinte anos, descobri com vinte e um, quando já estava quase no quinto mês de gestação. Tudo foi motivo de medo e angustia, afinal, eu não havia me preparado mentalmente, espiritualmente e muito menos fisicamente para esse momento e isso significa que durante o período em que eu não sabia, fiz algumas coisas não recomendadas no período que compreende o pré-natal. Quando eu descobri a gestação, precisei correr atrás de vários exames que precisariam ter sido realizados no primeiro trimestre; lembro-me muitíssimo bem que fiquei mais de noventa minutos sendo cuidadosamente examinada para se ter certeza de que o feto era perfeito. Ao sair dali descobri que havia uma equipe preparada para que, numa eventual necessidade, eu fosse imediatamente internada. Como o feto estava perfeito, nada disso foi necessário. Isso é agradecer!

Para mim e para o papis morar juntos não estava bom, havia a vontade, o desejo, uma espécie de necessidade de nos casarmos, mas não tínhamos nenhum dinheiro para isso. Certo dia, decidi ligar para um cartório e fazer uma pesquisa de preços; descobri que haviam várias formas de casamento civil, e consequentemente, vários valores. Dentre elas a mais barata era a forma separação parcial de bens que em resumo significa que: os bens que adquirirmos após o casamento, no momento do divórcio serão separados e bens adquiridos antes do casamento se mantem individuais, pessoais, inseparáveis ... naquela altura do campeonato, era a melhor opção, já que eu ~Marcella~ fui questionada se a gravidez não havia sido um “golpe do baú”, então, juntamos por algum tempo o dinheiro e decidimos que era assim que iriamos nos casar: cartório, assinar e pronto, sem nem sequer um pão com manteiga, refresco e bolo de fubá. Demos a entrada nos papéis numa sexta-feira, dia que eu tenho de folga ... a noite, numa telejornal local uma reportagem chama a minha atenção: a próxima segunda-feira, os cartórios sofreriam um reajuste de alguns muuuuuito porcentos. Isso é agradecer.

Eu poderia passar horas, dias, meses e quem sabe um ano inteirinho dando exemplos do que é agradecer. Tenho como pensamento pessoal que gratidão consegue ser, de certa forma, maior do que somente dizer obrigada, você precisa reconhecer que sozinho não pode e/ou consegue, você depende, precisa, conta com a ajuda das pessoas.

Seja na vida pessoal, profissional, materna, conjugal, relacionamento ... a gratidão se torna fundamental para o desenvolvimento. A melhor forma de se perceber isso são com as parcerias e, aí, eu costumo dizer que juntos somos mais que vencedores, afinal eu te ajudo e você me ajuda e assim somos ricamente abençoados.

Os primeiros meses da Gatoca foram bastante difícil, a adaptação com a nova vida mexeu demais comigo, até porque eu não me tornei apenas mãe, me tornei de um minuto para o outro mãe, esposa, dona de casa ... não foi nenhum pouco fácil, partindo do princípio que tudo aquilo aconteceu sem nenhum tipo de desejo, planejamento. Tudo ia numa inercia boa até a hora em que a exaustão chegava e eu cada piscada era um sonho, ou seja, quando o sono chegava meeeeesmo, eu perdia a linha e só sobrava a irritação e, como explicar para um bebê de três meses, por exemplo, que o dia é feito para ficar “acordada” e a noite é para “dormir”?! Impossível ... e não tinha nada a ver com cólica ou qualquer tipo de doença, ela simplesmente ainda não havia entendido essa ordem tradicional e a noite passava mais tempo acordada, mesmo quietinha, mas acordada e eu só precisava vestir meu pijama, minhas meias, horizontalizar o corpinho debaixo das cobertas, fechar os olhos e sonhar. Certo dia, ou melhor, certa noite pedi para o papis: você fica responsável pela noite e eu pelo dia, pode ser?! Isso é parceria.

Como disse lá no início do post, dois mil e quinze foi um ano, pessoalmente, muito difícil. Chorei, sofri, pensei em desistir; levei invertidas e, apesar de ser uma Mamãe de Salto, levei muita rasteira. Olhava para todos os lados e não via a menor possibilidade de mudança, de resgate, de solução ... independente do cenário nacional, mundial político e econômico, minha família, minha casa, minha vida, estavam cada dia mais e mais complicados. Porém Chorão estava completamente certo quando disse que haveriam dias de lutas e dias de glória, quando eu mesmo esperava, o céu se abriu.

Seria egoísmo da minha parte dizer que tudo foi mérito meu ... preciso reconhecer em algumas pessoas os créditos pelo que, eu acredito, foi o start da mudança e, se tudo não passar de uma grande coincidência, quero ser tola o suficiente para continuar acreditando nessa “fábula” que criei.

Se fizer uma lista poderá parecer que existe importância e relevância entre os citados, e não é verdade, cada uma, de sua forma e maneira me fizeram acreditar que dias melhores sempre virão, então por isso aqui vai o começo do meu agradecimento: Gatoca, mãe, pai, papis vocês, cada um com seu jeito, me fizeram mudar e crescer, seja pelas coisas boas ou mesmo as ruins, afinal, a gente ~eu~ também descobre que aprende com os erros. #Gratidão

Com essa primeira “fase”, é hora de agradecer à Deus que me ofereceu mais uma chance de caminhar ao seu lado e crer que Ele pode sim todas as coisas. Sophia ama Deus, Jesus e muitos personagens bíblicos, e para ela, ir à Igreja é motivo de alegria, porém ver que os pais não iam à deixava triste, pois ela queria que nós também amassemos e conhecêssemos esse Jesus que faz tanta coisa legal. Minha mãe me aconselhou “vá, por ela, se não acontecer alguma na sua vida, deixe de ir, mas se você for e sentir mudança, você verá que é bom, afinal, mal jamais irá te fazer” e eu fui e, para mim, a experiência foi fantástica. #Gratidão

Com isso, parceiros começaram a aparecer no blog para abençoar a minha vida. pausa para pegar uns lencinhos de papel e enxugar as lágrimas, embaçou a visão, molhou teclado ... ai ai, como não acreditar que foi Deus que não colocou a Elian, a Corpore Laser, a Tayna Viana, a Maria Chica Bijuterias, a Bella Vanilla Cosméticos, a Bona Embalagem, a LM Concept, a Atrativa Cosméticos, a Sugar Bakery e as assessorias de imprensa incríveis na minha vida?! Me faltam palavras para agradecer a cada um de vocês ... meu muito muito muito obrigada. Enquanto eu os abençoava divulgando minha real e sincera opinião sobre o produto e serviço de vocês, eu era abençoada com coisas que, nesse momento, eu não teria condições de comprar #ConfessionárioModeON.



Engana-se quem pensa que a vida de quem está “compartilhando” sua história, suas aventuras e desventuras é tudo perfeita, a minha é bastante real, cheia de perrengues, dificuldades. Amo maquiagem, por um exemplo, mas a maioria dos dias você me verá na rua ao natural, cheia de olheira, espinha e marcas de expressão; sou acima do peso e uso muito mais tênis do que salto.

O Mamãe de Salto, é para mim, um grande sonho sendo realizado diariamente. É a realização do sonho de trabalhar no universo do jornalismo sem precisar deixar minha mãe sem meu apoio, seu meu auxilio no consultório. O prazer que tenho em escrever sobre o universo feminino das mamães é minha maior alegria profissional e, é por isso que sonho tanto em torna-lo cada vez mais conhecido e reconhecido e, diferente de um grande veículo de comunicação, a linguagem pessoal e as histórias reais das minhas experiências é o que me move a continuar. Por isso parceiros, minha gratidão eterna por vocês terem confiado no meu trabalho, pois, como disse, achei que em dois mil e quinze precisaria desistir desse meu sonho, desse meu filho caçula: o blog.

Sem as marcas, lojas e empresas eu não teria chego até aqui ... e é por isso que no último post do ano quero deixar registrado meu muito obrigada! Um batom, uma fita, um shampoo, uma calça, um corte, um conselho ... vocês me fizeram acreditar que tudo é possível quando se une à alguém.

Que em dois mil e dezesseis eu posso continuar crescendo com todas essas e muito mais marcas, pessoas, empresas. Que Deus nos abençoe juntos!

Desejo à você um abençoado novo ano, que possamos realmente usar a simbologia dessa troca de ano como uma forma de [re]começar a vida; deixar o que é ruim no passado, excluir das nossas vidas tudo o que não é bom, nem bonito muito menos agradável e passar a praticar apenas o que é justo e correto.

feliz ano novo



serviço

=> atrativa cosméticos
SITE *AQUI*
FACEBOOK *AQUI*
INSTAGRAM *AQUI*


=> bela vanilla cosméticos


SITE *AQUI*
FACEBOOK *AQUI*
INSTAGRAM *AQUI*


=> bona embalagens

SITE *AQUI*
FACEBOOK *AQUI*
INSTAGRAM *AQUI*


=> corpore laser


SITE *AQUI*
FACEBOOK *AQUI*
INSTAGRAM *AQUI*


=> elian


SITE *AQUI*
FACEBOOK *AQUI*
INSTAGRAM *AQUI*


=> LM concept
SITE *AQUI*
FACEBOOK *AQUI*
INSTAGRAM *AQUI*


=> Maria Chica Bijuterias


SITE *AQUI*
FACEBOOK *AQUI*
INSTAGRAM *AQUI*


=> Tayna Viana

SITE *AQUI*
FACEBOOK *AQUI*
INSTAGRAM *AQUI*



=> Sugar Bakery



SITE *AQUI*
FACEBOOK *AQUI*
INSTAGRAM *AQUI*


facebook  ~  twitter  ~  instagram  ~ youtube  ~  app


beijos e comenta,  

VEJA MAIS POSTS SOBRE

0 comentários

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.