Eu ~não~ tenho um pestinha em casa

08:30


Olá mamães, tudo bem?! Eu espero que sim!!


Já aconteceu alguma vez de seu filho fazer alguma brincadeira, agir de uma determinada maneira, ter alguma reação e você ouvir que ele é “levado”, “sapeca”, “danado”, “arteiro” e outras coisas do gênero!? Provavelmente sim! O pior que essas ações geralmente acontecem na frente de pessoas que não são nada sábias e por isso falam esse tipo de coisa ... pode parecer que “não é nada” mais é, afinal, você sabe o que significam algumas dessas expressões?!


danado 
da.na.do 
adj (part de danar1 Condenado, maldito. 2 Furioso, irado, raivoso, zangado.3 Disposto, esperto, hábil, jeitoso, valente; danisco. 4 Extraordinário, levado da breca. sm 1 Indivíduo atacado de raiva. 2 Alienado. 3 Indivíduo ousado, capaz de vencer quaisquer dificuldades.

sapeca1
sa.pe.ca1
sf (der regressiva de sapecar1) 1 Ação de sapecar. 2 Chamuscadura. 3Pancadaria, sova, tunda. 4 Maçada, estopada.
sa.pe.ca2
adj (der regressiva de sapecar1) 1 pop Assanhado. 2 Diz-se da moça desenvolta ou namoradeira, ou da criança muito levada. sf Essa moça ou essa criança.

levado 
le.va.do 
adj (part de levar1 Buliçoso, vivo. 2 Azougado, pândego, travesso. Reg(Marajó) Marca na orelha do gado, que se faz cortando uma tira no sentido longitudinal. L. da breca: a) desinquieto, ladino, traquinas, vivo; b) mau, insuportável (falando de coisas). L. do diabo: indisciplinado, indócil; furioso, terrível.

E aí, você vai continuar gostando que chamem ou até você mesmo vai continuar falando que seu filho é “levado”!?

Lembro-me muitíssimo bem que Sophia era um bebê tranquilo, uma criança bem calma, mas quando estava com sono, misericórdia, se transformava. Tudo, eu disse TU-DO era motivo para chorar, se pudesse se jogava no chão. Claro que ela só chegava nesse extremo quando não estávamos em casa, afinal, se estivemos em casa ela já iria cochilar ao menor sintoma de sono, mas acho que você me entende que quando a gente sai para visitar a família do nosso cônjuge fica meio que complicado ser mãe, afinal, para eles você sempre é a pessoa que menos sabe cuidar do seu próprio filho, não é meixmo!? O fato é que era estar com a família do papis, por exemplo, a Gatoca ia para o lado negro da força e virava ao avesso, e toda a vez eu tinha que ouvir da bisa ou do biso nossa, mas essa menina precisa de um corretivo, vive reinando!!! UUUURRRRGGGHHH, só de lembrar o sangue sobe e minha vontade e receber a Vera Verão e gritar eeeeeppppaaa, reinar não, ser um bebê privado do seu descanso.

Eu acredito no poder da palavra e desde que descobri o real significado dessas palavras deixei de usá-las, principalmente quando o assunto é minha filha e se alguém se refere à ela com esses termos, faço questão de ser a mãe chata que avisa que não quer mais ouvir esse tipo de coisa sobre a minha filha, afinal, não quero que esse tipo de palavra sirva como referencia sobre o que é, como é minha filha.

Aqui não vai uma critica, mas uma dica de alguém que ama: cuidado com o que vocês falam e não permitam que “desconhecidos” deem nomes aos seus filhos, eles não merecem receber o julgo de serem considerados: indóceis, malditos, assanhado, furioso. Nós mães temos o poder de amarrar a força das palavras e sabemos que tudo isso, mesmo que “sem querer” ou “maneira de dizer” tem força na vida das pessoas.

Não tenha medo, não tenha vergonha de declarar que você tem um filho ativo, saudável, que tem energia mas que ela é uma criança abençoada, feliz que só veio trazer alegrias para a família.

filho pestinha

facebook  ~  instagram  ~  twitter  ~  youtube  ~  app  ~  pinterest

beijos e comenta,








VEJA MAIS POSTS SOBRE

1 comentários

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.