Um novo tempo

11:51

Olá, tudo bem?! Eu espero que sim!!
Resultado de imagem para gratidão bob esponja gif

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.
Eclesiastes 3:1-8


Há tempos venho no blog, publico um post dizendo que vou voltar, anuncio nas redes sociais – que aliás, você já segue e curte o blog Mamãe de Salto no instagram, facebook, twitter e youtube?! Não?! Então clica nos nomes das redes que ainda não está seguindo que te direciono para ela em outra página, assim não perde essa postagem nem as redes que falta acompanhar – que tem coisa nova vindo aí mas, por inúmeros, quase infinitos motivos, não vai para frente.

Não sei se você sabe mas há exatamente um ano eu quase morri. Pois é,  até compartilhei *AQUI* um pouco do muito que aconteceu naquele feriadão de independência de 2016. Sair viva e sem grandes sequelas me fez ver que precisava mudar os rumos da minha vida, afinal, desde sempre, desde que me conheço por gente, vivi uma vida sem poder de escolhas. Tenho a impressão e sensação que quando escolhi fazer algo, tomei decisões por mim mesma, engravidei.

Enfim, após a péssima experiência de achar que ia morrer a qualquer momento tomei ao menos uma decisão que precisaria do esforço de terceiros . Sabia que pela primeira vez na vida alguém, ou alguéns precisariam se “sacrificar” por mim, por um prazer meu, uma vontade minha. Marido aceitou e lá fui eu fazer vestibular para jornalismo. Aonde estaria o sacrifício?! Pagar a mensalidade pois queria numa universidade particular, a mesma que estudei antes de Sophia vir me trazer sabedoria; Acordar cedo para me levar e na hora do almoço me buscar.

Sem contar para meus pais, fui fazer o vestibular. Contar que tinha decido isso significaria que teria que sair definitivamente do consultório que trabalhei mais da metade da minha vida.

Passei. Agora era assumir as minhas escolhas e decisões, afinal, eu as queria a muito tempo. Bem verdade que se pudesse ter escolhido apesar de toda a circunstância eu queria ter concluído a faculdade mesmo após o nascimento da Sophia. Mas hoje acredito que tenha sido o melhor ter esperado, pois vejo quanto eu mudei daquela aluna de 2009/2010 para hoje.

O (re)começo da vida acadêmica foi muito difícil, conviver com adolescentes de 17,18, 20 anos exigiu demais de algo que eu não tenho ou tinha bem pouco: paciência. Pois é, não virei Madre Tereza nem Gandhi mas melhorei muito, Ramon e Gatoca que digam! Muitas das minhas amigas dizem que de todas as coisas que admiram em mim – cof cof cof – uma das maiores é retornar para a faculdade com trinta anos, no período da manhã e fazer os primeiros anos que eu poderia ter eliminado, não só pela grana mas por ter se estudar com adolescentes. Tem horas que isso me irrita?! Tem!! Meus amigos mais próximos que o digam, pois já rolou muito stress meu sobre isso, mas a cada vez que me dizem que tenho 19, 20, no máximo 23 anos me sinto tão feliz.

Minha psicóloga me disse que Deus me ama tanto que conservou meu lado jovem pois sabia que eu iria voltar para a faculdade. Ele não me envelheceu fisicamente pois sabia que eu não “perdi tempo” porque quis. Assim em aparência física sou sim uma caloura, agora a bagagem de experiências de vida, essa sim eu sou quase uma anciã.

Acontece que diariamente, a cada nova aula, eu vejo e aprendo coisas que fazem querer demais aplicar aqui no blog, porém toda vez que sento para escrever eu travo. Começo a olhar os blogs da “nasceram” juntos com o meu e no que se transformaram, em outros que eu sempre seguia de outros nichos e aonde estão, ou ainda nos que foram criados há pouco tempo e como já ganharam espaço e desisto. Aí tenho uma aula sobre determinados assuntos e a vontade de criar conteúdo volta mas daí lembro de todas as rasteiras que as bloggers me deram e eu caio novamente.

Porém na semana do feriadão, a mesma que há um ano me fez tomar decisões importantes, serviu para me fazer tomar novas decisões. Aconteceu na Universidade o maior congresso de comunicação da América Latina, a Intercom, e como forma de agradecimento à Deus pela minha vida, trabalhei durante toda a semana, de 02 à 09 de setembro, das 7h30 às 19h – alguns dias fiquei até as 22h30 – no congresso e lá, meu Deus, um mundo se abriu na minha mente e descobri que o blog, o meu blog pode sim ser mais que um hobby, ele pode, deve e será um trabalho.


Pois isso, hoje, sem demora, venho aqui lançar o Mamãe de Salto 3.0. Um blog que irá falar com a mulher, que é profissional, companheira, filha, amiga, mãe, vaidosa, sonhadora, tecnológica, gosta de cozinhar, viajar, decorar, construir, costurar ...

Além disso um novo formato, novas ferramentas para passar as novas informações, entrevistas, relatos, novidades ... mas sem perder a essência do blog: nossas conversas, nossas trocas de experiências, aquela história de amiga e amizade.

Por isso peço que convidem azamigas para conhecer o blog e todas as redes sociais do blog; dê sugestões sobre temas, o que gostaria de ler no blog. Mande sua sugestão, mande seu relato, sua história. Essa é, e sempre será a essência do Mamãe de Salto, uma troca de experiências, uma conversa entre amigas.

Vem comigo, afinal, o Mamãe de Salto sempre será um blog feito por nós, para nós!

Beijos, Má

via GIPHY

facebook  ~  twitter  ~  youtube  ~  instagram  ~  app 





VEJA MAIS POSTS SOBRE

0 comentários

Obrigada! Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog. Para quaisquer dúvidas e sugestões, mande um email para contato@mamaedesalto.com

Beijos, Má

Importante

Importante

Seguidores

© MAMÃE DE SALTO - 2016. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.